O Policiamento Comunitário ou de Proximidade é um tipo de policiamento que utiliza estratégias de aproximação, ação de presença, permanência, envolvimento e comprometimento com o local de trabalho e com as comunidades na preservação da ordem pública, da vida e do patrimônio das pessoas. A Confiança Mútua é o elo entre cidadão e policial, entre a comunidade e a força policial, entre a população e o Estado. O Comprometimento é a energia.

Esta estratégia de policiamento visa garantir o direito da população à segurança pública, mas, tendo em vista que confiança é essencial, o sucesso depende de policiais preparados, do apoio da sociedade organizada, das comunidades, de leis respeitadas e da interação entre poderes, instituições e órgãos envolvidos num Sistema de Justiça Criminal que exige finalidade pública, observância da supremacia do interesse público, valor à vida das pessoas, comprometimento, objetivo, coatividade, instrumentos de justiça ágeis, execução penal responsável e forças policiais bem formadas, respeitadas, valorizadas, especializadas, atuando no ciclo completo e capacitadas em efetivos para exercer função essencial à justiça na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio.

quinta-feira, 17 de março de 2011

RESTITUINDO A FELICIDADE


O FIM DO DRAMA. Pinpoo volta para casa. Aposentada reencontrou ontem o cão que havia sumido no aeroporto Salgado Filho no dia 2 antes de embarque em avião - FRANCISCO AMORIM E RONALDO BERNARDI, 17/03/2011

O drama de Nair Flores, 64 anos, chegou ao fim na noite de ontem. Quatorze dias depois do desaparecimento do seu cão de um hangar do Aeroporto Internacional Salgado Filho, a aposentada reencontrou Pinpoo às 22h30min, em Porto Alegre.

Quando três PMs do Batalhão de Aviação da Brigada Militar (BM), que fica dentro do aeroporto, entraram com Pinpoo na residência de Nair, no bairro Passo da Areia, zona norte da Capital, o cão se soltou dos braços deles, correu e pulou em direção à dona, numa cena que comoveu até os militares. Muito emocionada, Nair começou a conversar com seu animal de estimação, sumido desde o dia 2, quando fugiu da caixa de transporte onde estava acomodado para tomar um avião da empresa Gol rumo ao Espírito Santo, onde encontraria a sua dona. Ontem, ao avistá-lo, Nair repetia várias vezes:

– Não fui eu que te abandonei. Não parei de te procurar um só dia.

Os autores do resgate sorriam, felizes com o que consideraram uma das suas ações mais importantes, dado o sofrimento da mulher, um drama acompanhado, via imprensa e internet, por todo o Brasil. Uma das primeiras atitudes de Nair foi dar um banho com spray d’ água em Pinpoo em cima de uma cadeira da sala. O objetivo era refrescá-lo.

Animada, agradecia aos PMs, o sargento Paulo Ribas, 53 anos (30 de BM), o soldado Mateus Menezes, 30 anos (nove de BM), e o soldado Maurício da Silva, 38 anos (17 de BM).

Pinpoo, que provocou uma rede de solidariedade formada via comunidades sociais da internet, apresenta alguns machucados nas pernas traseiras, que estão lanhadas. O pelo estava sujo quando o animal foi localizado, com carrapato e pulgas, conforme constataram os policiais. Nair acredita que o cachorro perdeu alguns quilos. Hoje, vai levá-lo a um veterinário.

Entenda o caso

- O cão Pinpoo sumiu no dia 2 no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, antes do embarque em um avião da companhia aérea Gol para o Espírito Santo (ES). Segundo a Gol, o filhote de pinscher com poodle teria forçado a grade da embalagem em que era transportado e fugiu para a área restrita do aeroporto no momento em que era levado do hangar de cargas para o avião. Dona do cão, Nair Flores viajava para o Espírito Santo. Foi informada da fuga do mascote na escala em MG. No dia 8, inconformada, Nair retornou a Porto Alegre e deu início às buscas pelo animal. Na segunda-feira, a aposentada recebeu o telefonema de um funcionário do aeroporto informando que um animal semelhante a Pinpoo, de 10 meses, tinha sido encontrado em Alvorada, na Região Metropolitana. Depois de um encontro rápido, o cão passou a noite em uma clínica veterinária para tratar de ferimentos. Ao reencontrar o animal na terça, Nair não o reconheceu, mas colheu material para um exame de DNA. Na noite de ontem, policiais militares do Batalhão de Aviação da Brigada Militar conseguiram capturar Pinpoo na área do Aeroporto Salgado Filho

Nenhum comentário: