O Policiamento Comunitário ou de Proximidade é um tipo de policiamento que utiliza estratégias de aproximação, ação de presença, permanência, envolvimento e comprometimento com o local de trabalho e com as comunidades na preservação da ordem pública, da vida e do patrimônio das pessoas. A Confiança Mútua é o elo entre cidadão e policial, entre a comunidade e a força policial, entre a população e o Estado. O Comprometimento é a energia.

Esta estratégia de policiamento visa garantir o direito da população à segurança pública, mas, tendo em vista que confiança é essencial, o sucesso depende de policiais preparados, do apoio da sociedade organizada, das comunidades, de leis respeitadas e da interação entre poderes, instituições e órgãos envolvidos num Sistema de Justiça Criminal que exige finalidade pública, observância da supremacia do interesse público, valor à vida das pessoas, comprometimento, objetivo, coatividade, instrumentos de justiça ágeis, execução penal responsável e forças policiais bem formadas, respeitadas, valorizadas, especializadas, atuando no ciclo completo e capacitadas em efetivos para exercer função essencial à justiça na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio.

quinta-feira, 31 de março de 2011

PES - POTENCIALIZAÇÃO DOS ASPECTOS FILOSÓFICOS


Estamos divulgando um modelo de Plano Estratégico Situacional (PES)para uma Corporação Policial Militar em que esteja inserido os aparatos policial, de bombeiros e de saúde. Serão mostrados sete objetivos estratégicos. Como é modelo, pode servir para alterações, correções e críticas.

O primeiro - Incremento da Manutenção e dos Investimentos
O segundo - Desenvolvimento da Gestão Operacional
O terceiro - Desenvolvimento do Potencial Humano
O quarto - Otimização da Gestão Administrativa

OBJETIVO ESTRATÉGICO - Potencialização dos aspectos filosóficos.

1. Fortalecer a visão, a missão, os princípios básicos e os objetivos estratégicos da Instituição.
- Implementar os balizadores das condutas e procedimentos;
- Definir e representar os ideais da organização;
- Servir de parâmetros indicativos aos comportamentos institucionais;
- Constituir interpretes da realidade e da instituição perante o público interno e externo.
- Nortear uma filosofia de trabalho, técnica e pedagógica;
- Promover ações de forma pró-ativa, integrada e comprometida com o local de trabalho;
- Estabelecer um padrão de procedimento policial e de bombeiro - profissional, inteligente, preventivo e eficaz;
- Construir uma visão em que a Instituição atinja o referencial de eficiência e eficácia na proteção da sociedade;
- Definir e difundir a missão legal da Instituição;
- Estabelecer os princípios básicos que irão nortear a conduta dos Servidores policiais militares na prestação dos serviços;
- Fortalecer o espírito de hierarquia e disciplina;
- Fixar os objetivos estratégicos para que não haja solução de continuidade na vida da Instituição.

2. Reduzir os conflitos internos, personalismo e outras causas de cisão organizacional.
- Influenciar nos procedimentos personalísticos;
- Neutralizar influências externas que possam causar prejuízos à vida da Instituição;
- Definir condutas profissionais e éticas;
- Identificar a existência de facções antagônicas e revanchismo;
- Aproximar o relacionamento entre os níveis hierárquicos;
- Reduzir a competição na ascendência funcional.

3. Estimular a crença na idéia de Instituição Cidadã, voltada à preservação da vida e do patrimônio, e de defesa dos direitos humanos e do pleno exercício da cidadania.
- Comprometer os servidores com a função social do Estado;
- Desenvolver procedimentos alinhados às normas e princípios constitucionais no que se refere às garantias individuais;
- Identificar condutas que atentem contra os direitos humanos e o exercício da cidadania;
- Excluir a persistência de pensamentos que estabelecem condutas repressivas;
- Desestimular a utilização indevida e intempestiva do poder de polícia;
- Promover maior transparência nas ações;
- Reduzir o autoritarismo e a truculência no atendimento de ocorrências;
- Desenvolver condutas de isenção e profissionalismo na prestação de serviços.

4. Implementar a filosofia do Policiamento Comunitário
- Possibilitar a participação da comunidade no planejamento e avaliação da prestação de serviços;
- Identificar e comprometer o policial com a sua comunidade e vice-versa;
- Abrir um canal perene de informações através da comunidade para auxiliar o planejamento operacional;
- Aumentar a eficiência e eficácia operacional;
- Integrar com os órgãos de governo e com a comunidade para a melhoria da segurança pública;
- Integrar a Corporação com a comunidade escolar para a educação dos corpos discente e docente contra as drogas e prevenção de delitos;
- Aumentar a relação de confiança da comunidade com atividade policial militar;
- Ocupar o espaço nas comunidades antecipando-se à ação do crime organizado;
- Identificar responsabilidades com os resultados e estabelecer estudo-de-caso.

5. Implementar a filosofia do Bombeiro Comunitário
- Identificar e comprometer o profissional Bombeiro com a sua comunidade e vice-versa;
- Abrir um canal perene de informações através da comunidade para auxiliar na prevenção e proteção contra incêndios e outros sinistros e ações de defesa civil;
- Aumentar a eficiência e eficácia operacional na proteção contra incêndios e calamidades;
- Integrar com os órgãos de governo e com a comunidade para a melhoria da proteção contra incêndios e calamidades;
- Integrar a Corporação com a comunidade escolar na educação dos corpos docente e discente na prevenção e proteção contra incêndio e outros sinistros;
- Organizar a comunidade para ações de defesa civil;
- Aumentar a relação de confiança da comunidade na área de Bombeiros;
- Conscientizar o cidadão da importância de investimentos públicos e privados na prevenção e proteção contra incêndio e outros sinistros;
- Identificar responsabilidades com os resultados e estabelecer estudo-de-caso.

O PRÓXIMO: Promoção da Cidadania

Nenhum comentário: