O Policiamento Comunitário ou de Proximidade é um tipo de policiamento que utiliza estratégias de aproximação, ação de presença, permanência, envolvimento e comprometimento com o local de trabalho e com as comunidades na preservação da ordem pública, da vida e do patrimônio das pessoas. A Confiança Mútua é o elo entre cidadão e policial, entre a comunidade e a força policial, entre a população e o Estado. O Comprometimento é a energia.

Esta estratégia de policiamento visa garantir o direito da população à segurança pública, mas, tendo em vista que confiança é essencial, o sucesso depende de policiais preparados, do apoio da sociedade organizada, das comunidades, de leis respeitadas e da interação entre poderes, instituições e órgãos envolvidos num Sistema de Justiça Criminal que exige finalidade pública, observância da supremacia do interesse público, valor à vida das pessoas, comprometimento, objetivo, coatividade, instrumentos de justiça ágeis, execução penal responsável e forças policiais bem formadas, respeitadas, valorizadas, especializadas, atuando no ciclo completo e capacitadas em efetivos para exercer função essencial à justiça na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio.

segunda-feira, 12 de março de 2012

RELATÓRIO LEE BROWN


POLICIANDO NOVA YORK NOS ANOS 90 - Relatório Lee Brown. Tradução Jorge Bengochea.

O policial de patrulha está voltando para a Cidade de Nova Iorque. É sobre isto que este relatório explica . Esboça como ela será policiada durante a década de 90, que passos o Departamento adotará para o policiamento e que estilo de policia dominará para manter a ordem ao longo dos bairros da cidade. É uma mudança radical.

Depois de sofrer uma revisão completa, inclusive histórica, o Departamento fez um compromisso organizacional para, de forma radical, alterar seu modo tradicional de policiar a cidade e administrar suas operações. Esta nova estratégia é o policiamento comunitário que é mais duro com crime e integrará a rica história do Departamento, de criatividade e experimentação.

A estratégia de policiamento comunitário, através de trabalho policial em cada distrito da cidade, é a prioridade mais alta do Departamento. Com o policiamento comunitário , todo bairro terá um ou mais policiais nomeados e responsável para ajudar os residentes da comunidade na prevenção ao crime, desenvolver sua própria capacidade na manutenção de ordem e melhorar a qualidade de vida.

Deste modo, o Departamento pode aumentar sua significativa contribuição para controlar crime e melhorar a qualidade de vida ao longo da cidade. Esta nova orientação assume a missão seguinte para o Departamento:

• O Departamento Policial da Cidade de Nova Iorque existe para proteger a vida e a propriedade dentro da lei, manter a ordem na comunidade, reduzir o crime e o medo de crime nos bairros, com grande respeito à dignidade humana e de acordo com os padrões mais altos de habilidade profissional, integridade e responsabilidade.

Os componentes chaves da transformação para o policiamento comunitário são:

• A presença do policiamento comunitário será providenciada para todos os bairros da cidade.

• A solução de problemas se tornará o caminho padrão em qual os integrantes do Departamento respondem a situações atendidas, quando em patrulha ou administrativo, nas investigações ou em tarefas de apoio. O Departamento administrará suas operações até certo ponto e estimula os policiais baseado em compromisso a um jogo escrito de valores que guiam suas ações.

• Para policiar os bairros da cidade, a patrulha ostensiva terá a estrutura, o apoio e recompensas necessárias para fazer disto uma atividade desejável para próprio policial fazer carreira como em qualquer outra tarefa no Departamento.

• A criatividade policial será reconhecida formalmente e será usada para resolver o problema. Igualmente, haverá policiais responsáveis pelas suas ações, dentro do contexto da missão do Departamento, valores, objetivos, políticas e procedimentos.

• Novas medidas de desempenho departamental serão desenvolvidas para manter os integrantes do Departamento em constante feeedback com pesquisas na comunidade e no Departamento para verificar se ele está alcançando seu objetivos.

• Serão controladas as demandas de trabalho do fone 911. O sistema será aprimorado para classificar e identificar a chamada e projetar procedimentos. Todos os policiais serão nomeados para um determinado bairro no qual ajudarão na respostas a chamadas de ocorrências que vem do seu bairro.

• O Sistema de Despacho de Patrulha, que mandava o pessoal para o atendimento das várias ocorrências, será revisto para refletir a integração de todo o pessoal na estratégia do policiamento comunitário.

• A base do serviço para o qual são recrutados será alargado. As pessoas aceitarão o compromisso do departamento como uma organização policial que representa a comunidade, a qual vê o trabalho policial como um serviço para comunidade, em lugar de buscar o indivíduo será identificado e será procurado.

• O processo de seleção será modernizado. A seleção desenvolverá investigações profundas e a prova psicológica será revisada para um recrutamento orientado ao policiamento comunitário.

• Os policiais a civis e pessoal de uniforme se tornarão membros iguais na transição para o policiamento comunitário.

• O Departamento de treinamento terá aumentada as suas responsabilidades e, em algumas instâncias, totalmente, revisada. Eles ensinarão as novas habilidades requeridas para o policiamento comunitário, ensinando como resolver problemas, prevenir o crime e organizar a comunidade.

• Os mecanismos de avaliação de desempenho serão revisados e desenvolvidos para proporcionar aos policiais o feedback no seu desempenho e lhes ajudar fortalecer a sua efetividade.

• Novos sistemas de recompensa serão desenvolvidas para reforçar à comunidade que a policia tem valores e assegurar que este reconhecimento é para os que se superarem na atividade policial levando a cabo a filosofia do policiamento comunitário.

• Os mecanismos de controle de integridade serão completamente revistos para assegurar a manutenção do nível mais alto de integridade ao longo do Departamento, encorajando e apoiando o exercício da discrição por pessoas de princípios que trabalham para rechaçar os problemas

Estas ações constituem a estratégia do policiamento para os anos 90. Este relatório explica: 1) de onde somos; 2) onde vamos e 3) o que deve ser feito para chegar lá.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - Esta introdução mostra que o então Comissário de polícia de NYPD, Lee Brown estava indignado com a forma de atuação impessoal da polícia e precisava resgatar estratégias antigas de aproximação dos policiais junto às comunidades, juntando a novas estratégias de ocupação, permanência, metas e recompensas. Este relatório tem valor e importância para os gestores, pois as mazelas enfrentadas por Lee Brown naquela época são bem semelhantes às atuais dificuldades das polícias estaduais no Brasil, em especial a polícia militar que exerce o policiamento ostensivo preventivo.

Nenhum comentário: