O Policiamento Comunitário ou de Proximidade é um tipo de policiamento que utiliza estratégias de aproximação, ação de presença, permanência, envolvimento e comprometimento com o local de trabalho e com as comunidades na preservação da ordem pública, da vida e do patrimônio das pessoas. A Confiança Mútua é o elo entre cidadão e policial, entre a comunidade e a força policial, entre a população e o Estado. O Comprometimento é a energia.

Esta estratégia de policiamento visa garantir o direito da população à segurança pública, mas, tendo em vista que confiança é essencial, o sucesso depende de policiais preparados, do apoio da sociedade organizada, das comunidades, de leis respeitadas e da interação entre poderes, instituições e órgãos envolvidos num Sistema de Justiça Criminal que exige finalidade pública, observância da supremacia do interesse público, valor à vida das pessoas, comprometimento, objetivo, coatividade, instrumentos de justiça ágeis, execução penal responsável e forças policiais bem formadas, respeitadas, valorizadas, especializadas, atuando no ciclo completo e capacitadas em efetivos para exercer função essencial à justiça na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

PROXIMIDADE - DELEGACIAS MÓVEIS ESTREIAM NO LITORAL GAÚCHO


POLÍCIA SOBRE RODAS. DP móvel estreia no Litoral Norte. Unidades montadas em micro-ônibus serão usadas em locais assolados pela violência e onde houver concentração popular - JOSÉ LUÍS COSTA, ZERO HORA 21/01/2011

Uma unidade da Polícia Civil sobre rodas estará no Litoral Norte neste fim de semana. Será a estreia de uma das quatro novas delegacias móveis que a corporação recebe hoje em solenidade no Palácio Piratini.

Os esquipamentos foram adquiridos pelo governo federal por meio do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci). Chegaram ao Estado no final de dezembro e serão entregues oficialmente nesta manhã pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, ao governador Tarso Genro.

As delegacias são montadas dentro de um micro-ônibus, com balcão de atendimento e cela em caso de prisão em flagrante. Serão usadas como equipamento auxiliar em operações policiais, em locais onde a polícia necessita estar mais próxima da população – como em comunidades assoladas pela violência – e também em eventos como a Expointer, a Festa da Uva e outras atividades de grande concentração popular.

Em caráter experimental, a primeira incursão da nova DP está prevista para Capão da Canoa, onde deverá também dar apoio a blitze nas estradas, abreviando deslocamento de policiais para registro de ocorrências de trânsito.

De acordo com o chefe de Polícia, Ranolfo Vieira Junior, uma outra vantagem da delegacia móvel é que ela sempre estará equipada e pronta para ser instalada, seja qual for o local do Estado. Ao destacar a novidade, Ranolfo lembrou que o projeto foi idealizado em 2007 pelo então chefe de Polícia Pedro Rodrigues, e foi aprovado pelo então ministro Tarso Genro.

Polícia Civil define destino de delegacias móveis. Unidades ficarão em três DPs de Porto Alegre e na divisão de Comunicação Social - José Luís Costa, ZH ONLINE

As quatro delegacias de polícia móveis que começam a funcionar nesta sexta-feira no Estado serão destinadas à 12ª DP (Zona Norte), 17ªDP (Centro), 20ªDP (Zona Sul) e para a divisão de Comunicação Social da Polícia Civil.

As unidades serão usadas durante operações policiais, fiscalização nas estradas e em grandes eventos. Os veículos do tipo motor-home têm capacidade para motorista e quatro passageiros, três guichês para atendimento ao público e registro de ocorrências, ar-condicionado, banheiro e cela, que pode ser usada em caso de prisões flagrante. O veículo deslocado para a divisão de Comunicação Social da Chefia de Polícia será utilizado em eventos em todo o Estado.

Estado renova a adesão ao Pronasci

A entrega de delegacias móveis é uma das etapas da reunião de trabalho que se realiza entre o governador Tarso Genro e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, às 10h de hoje no Palácio Piratini.

No encontro, será renovada a adesão do Estado ao Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), que venceu no final do ano passado.

O programa visa a repassar recursos para auxiliar na prevenção e repressão à violência por meio da criação de projetos sociais, compra de equipamentos, reforma de prédios e cursos de capacitação de agentes da segurança, entre outras iniciativas.

Com verbas, ideia é criar os chamados Territórios da Paz

O Rio Grande do Sul é a segundo Estado a ingressar no Pronasci e o vice-campeão em repasse de recursos, ficando atrás apenas do Rio de Janeiro.

Com verbas federais, o governo pretende criar os chamados Territórios da Paz em áreas conflagradas pela criminalidade, como já acontece no bairro Guajuviras, em Canoas, um dos projetos considerados mais bem-sucedidos. Tarso e Cardozo também devem dar início a negociações para a costura de uma programa conjunto de ações contra o crime organizado.

Um comentário:

LENORE disse...

MINHA FILHA JOANA XAVIER DE SOUZA LISBOA ESTÁ DESAPARECIDA DESDE 13 03 2011, EM CANASVIEIRAS, NORTE DA ILHA DE SANTA CATARINA. PODE TER IDO AO RS. TEM PROBLEMAS DE DEPRESSÃO, TEM 33 Anos é calma e não usa drogas. como faço para enviar foto?
obrigada, deus lhe pague, LENORE VALLE XAVIER DE SOUZA RG 3036433121,
FOE 48 84345868