O Policiamento Comunitário ou de Proximidade é um tipo de policiamento que utiliza estratégias de aproximação, ação de presença, permanência, envolvimento e comprometimento com o local de trabalho e com as comunidades na preservação da ordem pública, da vida e do patrimônio das pessoas. A Confiança Mútua é o elo entre cidadão e policial, entre a comunidade e a força policial, entre a população e o Estado. O Comprometimento é a energia.

Esta estratégia de policiamento visa garantir o direito da população à segurança pública, mas, tendo em vista que confiança é essencial, o sucesso depende de policiais preparados, do apoio da sociedade organizada, das comunidades, de leis respeitadas e da interação entre poderes, instituições e órgãos envolvidos num Sistema de Justiça Criminal que exige finalidade pública, observância da supremacia do interesse público, valor à vida das pessoas, comprometimento, objetivo, coatividade, instrumentos de justiça ágeis, execução penal responsável e forças policiais bem formadas, respeitadas, valorizadas, especializadas, atuando no ciclo completo e capacitadas em efetivos para exercer função essencial à justiça na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

PACIFICAÇÃO - NOVA ESTRUTURA DA UPP DA CIDADE DE DEUS


Secretaria de Segurança apresenta a nova estrutura da UPP da Cidade de Deus. Ana Carolina Torres, EXTRA, Casos de Polícia, 24/01/2011

Por meio de seu perfil no Twitter, a Secretaria de Segurança (Seseg) confirmou qual será a nova estrutura da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Cidade de Deus: ela será divida em três partes. A nova divisão tem o objetivo, segundo a Seseg, de melhorar o diálogo com a população e acompanhar mais de perto a evolução do projeto de pacificação.

A sede da UPP ficará sob o comando de um major da PM e será instalada na região das quadras 13 a 15. A área, que também compreende a localidade conhecida como Valão, começa na Rua Edgar Werneck e vai até a Estrada Marechal Miguel Salazar Mendes de Morais. As outras subdivisões serão comandadas por dois capitães da PM. A chamada “Cidade de Deus 2” será instalada na região dos Apartamentos e tem seu território entre a Rua Edgar Werneck e a Estrada do Gabinal. A terceira subdivisão, “Cidade de Deus 3”, será responsável pelas áreas conhecidas como Caratê e Rocinha 2 e seus limites são a Estrada dos Bandeirantes e o Valão.

- A Cidade de Deus tem localidades com realidades sociais bastante diferentes. Você tem desde regiões muito pobres, sem condições mínimas de infraestrutura, como o Caratê e a Rocinha 2, até áreas em que o desenvolvimento é maior, como os Apartamentos. Precisávamos separar os comandos, para dar mais atenção a estas diferenças - disse o comandante do Comando de Polícia Pacificadora (CPP), coronel Robson Rodrigues.

De acordo com o oficial, além das diferenças sociais, os novos comandantes estarão atentos às diferenças culturais existentes na Cidade de Deus:

- Você tem regiões em que as festas e outros eventos culturais acontecem em maior quantidade e outras, em menor. Os novos comandantes vão se especializar nas suas áreas, para atender a estas realidades.

Com 135 km2 de área e cerca de 60 mil moradores, de acordo com dados de associações de moradores locais, a UPP na Cidade de Deus conta, atualmente, com 307 policiais. Com a divisão em três, a comunidade receberá mais 35 PMs.

Nenhum comentário: