O Policiamento Comunitário ou de Proximidade é um tipo de policiamento que utiliza estratégias de aproximação, ação de presença, permanência, envolvimento e comprometimento com o local de trabalho e com as comunidades na preservação da ordem pública, da vida e do patrimônio das pessoas. A Confiança Mútua é o elo entre cidadão e policial, entre a comunidade e a força policial, entre a população e o Estado. O Comprometimento é a energia.

Esta estratégia de policiamento visa garantir o direito da população à segurança pública, mas, tendo em vista que confiança é essencial, o sucesso depende de policiais preparados, do apoio da sociedade organizada, das comunidades, de leis respeitadas e da interação entre poderes, instituições e órgãos envolvidos num Sistema de Justiça Criminal que exige finalidade pública, observância da supremacia do interesse público, valor à vida das pessoas, comprometimento, objetivo, coatividade, instrumentos de justiça ágeis, execução penal responsável e forças policiais bem formadas, respeitadas, valorizadas, especializadas, atuando no ciclo completo e capacitadas em efetivos para exercer função essencial à justiça na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio.

terça-feira, 26 de março de 2013

CURSOS DA PM PARA LÍDERES COMUNITÁRIOS

Coronel da PM faz estudo sobre cursos da PM oferecidos para Líderes Comunitários


No próximo dia 28 de março (quinta-feira) a Polícia Militar do Estado Do Mato Grosso poderá ganhar mais um mestre em Educação. A parceria Polícia e Universidade, via UFMT, já em curso mais de uma década, tem produzido excelentes resultados.

Na oportunidade, a partir das 09 horas, no Instituto de Educação, será a vez do coronel Clarindo Alves de Castro, com 24 anos de serviço, levar a público a defesa de sua dissertação de mestrado que trata da Educação para líderes comunitários: reprodução ideológica ou democratização das políticas de segurança pública.

Em mais de 100 laudas o pesquisador traz particularidades dos cursos de promotor e multiplicador da filosofia da Polícia Comunitária na sensibilização dos Líderes Comunitários para ampliarem as políticas
públicas de segurança. Ao longo da pesquisa o coronel Castro entrevistou líderes comunitários que realizaram o curso.

O autor do trabalho, que tem experiência internacional (França, Peru, Itália e Chile) e ocupa cargo de confiança junto a SEJUDH (Secretaria de Justiça e de Direitos Humanos do Estado de Mato Grosso), desde 28 de junho de 2011, coloca-se à disposição de todos para dar maiores detalhes de sua pesquisa.

Considerando que há mais de 15 anos eu acompanho as pesquisas de policiais, especialmente policiais militares, li e reli a tese do destacado Oficial Superior uma vez que participarei como professor-doutor da banca de arguição.

Seguem os contatos do coronel Castro, que atenderá a mídia pessoalmente e também por telefone ou e-mail, antes e após sua defesa, Clarindo Alves de Castro alves.castro@yahoo.com.br .


Cap PM Ronilson, doutor e mestre em educação pela PUC/SP, bacharel e  licenciado em letras pela USP, professor universitário.

BLOG DO PROF. DR. RONILSON LUIZ 

Nenhum comentário: